top of page
  • Foto do escritorTNews

Aparelhos de ar condicionado têm nova forma de medir consumo de energia

Todos os aparelhos de ar condicionado fabricados a partir do dia 1º deste mês devem apresentar a nova etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), após mudança da métrica de consumo desses equipamentos. De acordo com a Agência Brasil, a nova etiqueta mostra, entre outras vantagens, quanto tempo o aparelho é usado por ano.

  • Nova etiqueta do Inmetro para aparelhos de ar condicionado ganha mais duas letras para medir eficiência. Agora vai de A a F

Os equipamentos ganham classificação de A a F, duas letras a mais que na etiqueta antiga, sendo os de classificação A os mais eficientes. A Etiqueta Nacional de Conservação de Energia foi criada em 2021. Uma nova tecnologia, chamada inverter, foi criada para classificar os aparelhos, seguindo tendência mundial. A analista do Inmetro Danielle Assafin, responsável pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem, explicou que a função é como o coração do aparelho, que pulsa e faz com que o fluido refrigerante circule no interior do equipamento. Dependendo da temperatura externa, o compressor vai alcançando velocidades distintas, o que pode representar uma economia de até 60% de energia. O novo critério considera o consumo de energia do condicionador de ar e o hábito de consumo do brasileiro durante todo o ano. Pelo critério anterior, era feito apenas o teste em plena carga, mas agora mais pontos de testes foram adotados para que fosse possível capturar a performance sazonal. O prazo para os fabricantes se adaptarem à nova norma era até 31 de dezembro do ano passado. Já os comerciantes terão prazo até 30 de junho de 2024 para se adaptar. Até lá, o consumidor vai conviver com as duas etiquetas de classificação dos produtos.


Imagem:

Agência Brasil / Divulgação


Fonte:




2 visualizações0 comentário
bottom of page