top of page
  • Foto do escritorTNews

Brasil adota esquema de dose única para vacinação contra o HPV

Crianças e adolescentes com idade entre 9 e 14 anos que receberam apenas uma dose da vacina contra o HPV passam a ser classificados pelo Ministério da Saúde, a partir de agora, como plenamente vacinados. A mudança no esquema vacinal foi embasada por estudos recentes sobre o desempenho da dose e recomendada pela própria Organização Mundial da Saúde como estratégia de combate ao câncer de colo de útero, diretamente associado ao HPV.

Como parte da estratégia, a pasta pede que estados e municípios façam uma busca ativa por crianças e adolescentes de 9 a 19 anos que não tenham recebido nenhuma dose. A imunização no Brasil, atualmente, é indicada para meninos e meninas de 9 a 14 anos; vítimas de abuso sexual de 15 a 45 anos (homens e mulheres) que não tenham sido imunizadas; pessoas que vivem com HIV; transplantados de órgãos e de medula óssea; e pacientes oncológicos. O HPV é considerado atualmente a infecção sexualmente transmissível mais comum em todo o mundo e o principal causador do câncer de colo de útero. A estimativa do ministério é que cerca de 17 mil mulheres sejam diagnosticadas com a doença no Brasil todos os anos. É o quarto tipo de câncer mais comum e a quarta causa de morte por câncer em mulheres, sobretudo negras, pobres e com baixos níveis de educação formal. A reportagem é da TV Brasil.


Imagem:

Marcelo Camargo / Agência Brasil


Fonte:



15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page