top of page
  • Foto do escritorTNews

Camomila de Mandirituba recebe selo de Indicação Geográfica

A Camomila Desidratada de Mandirituba, no Paraná, foi reconhecida ontem (23), com o Selo de Indicação Geográfica (IG), na modalidade de Indicação de Procedência. Cultivada no município localizado a cerca de 40 quilômetros de Curitiba, a camomila se tornou a 14ª IG paranaense.

O trabalho de organização e busca pela distinção foi iniciado em 2021 e contou com a parceria da Associação dos Produtores de Camomila de Mandirituba (Camandi), Sebrae/PR e Prefeitura de Mandirituba. A camomila é uma erva medicinal. O cultivo em Mandirituba começou há cerca de 40 anos, por influência de imigrantes europeus, principalmente da região da Polônia e da Ucrânia. Com o plantio sendo realizado entre abril e maio e a colheita entre agosto e outubro, a região também é conhecida pelas caminhadas nos campos floridos. O circuito é um diferencial turístico e pode receber 2 mil pessoas durante o período. Também é produzido, na região, o óleo essencial de camomila que, para ser considerado de alta qualidade, precisa ter concentração de 0,4%. O óleo de Mandirituba tem 0,7%. Com 14 Indicações Geográficas, o Paraná se tornou o segundo maior estado do Brasil, passando Rio Grande do Sul, com 13 produtos chancelados, e atrás apenas de Minas Gerais, que conta com 19 IG. Ao todo, o País conta com 111 IG brasileiras e nove estrangeiras. Os produtos com IG no Paraná são: Bala de Banana de Antonina; Melado de Capanema; Goiaba de Carlópolis; Queijo de Witmarsum; Uvas de Marialva; Café do Norte Pioneiro; Mel do Oeste; Mel de Ortigueira; Erva-Mate do Sul do Paraná; Morango do Norte Pioneiro; Vinhos de Bituruna; Barreado do Litoral do Paraná e a Aguardente de Cana e Cachaça de Morretes. Outros produtos estão em busca do selo, entre eles estão as Broas de Centeio de Curitiba, Mel de Prudentópolis, Urucum de Paranacity, Queijos do Sudoeste do Paraná, Cracóvia de Prudentópolis, Carne de Onça de Curitiba, Café de Mandaguari, Ponkan de Cerro Azul e Ovinos e Caprinos da Cantuquiriguaçu.


Imagem:

Divulgação


Fonte: Assessoria de Imprensa Sebrae-PR



6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page