top of page
  • Foto do escritorTNews

Produtores buscam registro de Indicação Geográfica do urucum de Paranacity

Um grupo de produtores rurais e lideranças do Noroeste do Paraná trabalha pela Indicação Geográfica (IG) do urucum de Paranacity. Eles apresentaram as etapas do processo ontem (10), na Expoingá, em Maringá. O urucum, cujo pó das sementes é popularmente chamado de colorau ou colorífico, tem propriedades condimentares e tintoriais.

É utilizado como tempero, como corante natural na indústria alimentícia, na indústria cosmética, têxtil, entre outras possibilidades. Devido à grande produção do fruto, desde 2022 Paranacity tem sido denominada como capital paranaense do urucum. O registro de Indicação Geográfica é conferido a produtos ou serviços que são característicos do local de origem e atribui reputação, valor agregado e identidade própria, além de os distinguir em relação aos similares disponíveis no mercado. O pedido deve ser protocolado até o fim de 2023. Paranacity e Cruzeiro do Sul lideram a produção de urucum do Paraná e formam a terceira maior região produtora do Brasil, com 600 hectares de urucuzeiros plantados. De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Luiz Carlos da Silva, a variedade Piave, comum em Paranacity, está acima da média nacional em teor de bixina, substância vermelha do fruto que é utilizada como corante em indústrias.


Imagem:

SEAB


Fonte:



3 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page