top of page
  • Foto do escritorTNews

Tarifa de importação de resíduos sólidos sobe para 18%

A partir de agosto, o Imposto de Importação sobre resíduos de papel, plástico ou vidro vai subir para 18% no Brasil. Em nota, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) informou que a medida pretende fortalecer a cadeira nacional de reciclagem e reduzir o impacto de resíduos sólidos de outros países no meio ambiente em território nacional. Até agora, os resíduos de papel e de vidro não pagam tarifa de importação. No caso dos resíduos plásticos, a alíquota estava em 11,2%.

Os resíduos de vidro incolor não tiveram a tarifa reajustada para garantir o fornecimento à indústria nacional, que não tem fontes alternativas do material dentro do país suficientes para atender às necessidades. As importações brasileiras de resíduos de papel, plástico e vidro cresceram entre 2019 e 2022. Nesse período, as compras externas de resíduos de papel e vidro subiram respectivamente 109% e 73%. A medida deve beneficiar os catadores porque o aumento das tarifas sobre as importações deve aumentar também os preços da venda de materiais recicláveis. A resolução do Gecex entrará em vigor em 1º de agosto.


Imagem:

Rovena Rosa / Agência Brasil


Fonte:



7 visualizações0 comentário
bottom of page