top of page
  • Foto do escritorTNews

Urbs coloca em prática medidas para evitar fraudes no transporte coletivo de Curitiba

Para combater a venda irregular de passagens de ônibus com pagamento por cartões de débito e crédito virtuais, que já provocou um prejuízo de mais de R$ 1 milhão ao transporte coletivo de Curitiba, a Urbs vai colocar em prática mudanças na forma de pagamento da tarifa a partir desta quarta-feira (1/5). Será suspensa, temporariamente, a possibilidade de pagamento da tarifa do transporte coletivo por cartões virtuais com celulares e relógios inteligentes.

A medida é necessária, segundo a Urbs, porque os cartões virtuais concentram a maioria das fraudes bancárias registradas pelo sistema. Em compensação, o pagamento com cartões físicos será novamente autorizado, para compra de até três passagens com intervalo de 15 minutos. O esquema criminoso foi descoberto em ação integrada entre a Polícia Civil do Paraná (PCPR), a Urbs e a Guarda Municipal, a partir de movimentação anormal identificada no sistema de bilhetagem eletrônica. As investigações ainda estão em andamento. De acordo com a Prefeitura de Curitiba, os criminosos usavam uma engenharia social que simulava o pagamento da passagem por meio de celular e de um aplicativo e vendiam essas passagens aos usuários a preços mais baratos do que a tarifa, que é de R$ 6. A empresa orienta os usuários a não comprar passagens de terceiros.


Imagem:

Daniel Castellano / SMCS


Fonte:



0 visualização0 comentário

Коментарі


bottom of page