• TNews

Com 21 casos, Curitiba confirma transmissão comunitária da varíola dos macacos

O Brasil já tem confirmados 978 casos da varíola dos macacos, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados ontem (28). Os casos estão concentrados nos estados de São Paulo (744), Rio de Janeiro (117), Minas Gerais (44), Paraná (19) e Goiás (13). A varíola dos macacos foi declarada emergência de saúde pública de interesse internacional pela Organização Mundial de Saúde.

A decisão foi tomada baseado no aumento de casos em vários países, o que aumenta o risco de uma disseminação internacional. A varíola causada pelo vírus hMPXV (Human Monkeypox Virus, na sigla em inglês) provoca uma doença mais branda do que a varíola smallpox, que foi erradicada na década de 1980. Trata-se de uma doença viral rara transmitida pelo contato próximo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. No Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou ontem mais 11 casos em Curitiba e a Prefeitura da capital anunciou que há transmissão comunitária da doença, já que, entre os pacientes, estão pessoas que não saíram da cidade. O estado já tem 21 diagnósticos. São 20 homens e uma mulher com idades entre 22 e 40 anos. Há outros 26 casos em investigação nos municípios de Carlópolis (1), Cascavel (1), Colombo (1), Curitiba (19), Jaguapitã (1), Loanda (1), Maringá (1) e Nova Esperança (1). A secretária municipal da Saúde de Curitiba, Beatriz Battistella, disse que não há motivo para pânico, já que a doença é autolimitada, se resolve espontaneamente e tem prognóstico benigno. Salvo raríssimas exceções, segundo a especialista, não há agravamento, bem diferente do que ocorreu com o coronavírus no início da pandemia da Covid-19.


Imagem:

SESA-PARANÁ


Fonte:

https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2022-07/brasil-registra-978-casos-de-variola-dos-macacos


https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Parana-confirma-mais-11-casos-de-Monkeypox



#tnews #tnewsnoar #radiot #radiotparana #noticiasparana #marceloalmeida #robertacanetti #marlethsilva


2 visualizações0 comentário