top of page
  • Foto do escritorTNews

Febre maculosa: prefeitura de Curitiba intensifica monitoramento de capivaras

A prefeitura de Curitiba informou que monitora as capivaras que existem na capital. Segundo a prefeitura, seriam 188. A prefeitura afirma ainda que, diante do surto de febre maculosa em Campinas, interior de São Paulo, redobrou os cuidados.

Em Curitiba, não há nenhum caso da doença. De acordo com o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo, o clima frio de Curitiba não favorece a proliferação de capivaras e nem de carrapatos, situação que seria reforçada pela constante manutenção com roçadas e limpeza dos parques municipais onde elas vivem. As capivaras vêm sendo monitoradas desde 2015 em parceria com a Universidade Federal do Paraná e com a Unidade de Vigilância de Zoonoses da Secretaria Municipal da Saúde. Evaristo reforçou a recomendação para que as pessoas não interagem com as capivaras, que são animais silvestres. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, um caso de febre maculosa foi confirmado em Foz do Iguaçu. Na região há outras 43 notificações em análise.


Imagem:

Cesar Brustolin / SMCS


Fonte:





2 visualizações0 comentário
bottom of page