top of page
  • Foto do escritorTNews

Paranaenses trocam investimentos ultraconservadores sem deixar renda fixa

Os investimentos ultraconservadores perderam espaço na carteira dos aplicadores paranaenses no primeiro semestre de 2023, segundo levantamento realizado pelo Santander Brasil. A pesquisa mostra que títulos públicos, fundos DI e até a poupança cederam espaço para opções como Certificados de Depósitos Bancários (CDBs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) e as Letras Imobiliárias Garantidas (LIGs).

O estudo compara os investimentos realizados pelos clientes entre janeiro e junho de 2023 ante o mesmo período do ano passado. Os números acompanham o cenário nacional. No Paraná, a renda fixa foi a categoria que mais cresceu no período: 15%, saltando de 34,5% do total da carteira dos investidores no primeiro semestre de 2022 para 40%, de janeiro a junho de 2023. De acordo com o head de investimentos do Santander, Leonardo Siqueira, o levantamento mostra que os investidores paranaenses estão dispostos a correr um pouco mais de risco para ter mais retorno, mas sem abrir mão da segurança da Selic, a taxa básica de juros. Até a caderneta de poupança, considerada o investimento preferido dos brasileiros, perdeu espaço, passando de 17,55% do total do portfólio em junho de 2022 para 15,99% em junho deste ano.


Imagem:

WIX Imagens


Fonte: Assessoria de Imprensa



11 visualizações0 comentário
bottom of page