top of page
  • Foto do escritorTNews

Uso de cheques no Brasil cai 95% desde 1995

O número de cheques usados pelos brasileiros em 2023 apresentou queda de 17% em relação ao ano de 2022, segundo levantamento divulgado ontem (22) pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). No ano passado, foram compensados 168 milhões de cheques.

Na comparação com 1995, início da série histórica, quando foram compensados 3,3 bilhões de cheques, a queda registrada é de 95%. As estatísticas têm como base o Serviço de Compensação de Cheques (Compe). No ano passado, foram devolvidos 18 milhões de cheques, o que representou 10% no total de cheques compensados no país, e uma queda de 8% na comparação com 2022. Os cheques podem ser devolvidos por motivos como não terem fundos, por irregularidades ou erro de preenchimento. A Febraban credita a diminuição no número de cheques ao avanço de meios de pagamento digitais, como internet banking, além da criação do Pix em 2020. Atualmente, 8 em cada 10 transações bancárias realizadas no Brasil são feitas em canais digitais. Em relação aos pagamentos, a Febraban destaca que apesar da redução no volume de transações, o tíquete médio do cheque aumentou no último ano: passou de R$ 3.257 em 2022 para R$ 3.617 em 2023. Segundo a entidade, isso pode ser explicado como uma escolha dos brasileiros para as transações de maior valor. A reportagem é da Agência Brasil.


Imagem:

Agência Brasil


Fonte:



1 visualização0 comentário
bottom of page